images (1)A Livraria Francesa de São Paulo fala sobre Il est mort, Jim

Já estão no ar os dois mais recentes capítulos de “Il est mort, Jim”, de Marc Boisson. Muita gente tem sido profundamente tocada pelas questões levantadas por Jim Rosso em sua saga por um sentido para a existência. Segundo nossa amiga, a Profa. Lúcia Claro – tradutora de Marc e uma de suas leitoras mais atentas – o “roman” entra numa fase muito especial e que deve ser vista com cuidado, com muita sensibilidade.